Saiba as ações que estão sendo tomadas e o que você deve fazer

607

Hoje, 16, foi identificado o primeiro caso de COVID-19 em Delfinópolis.

A pessoa infectada pelo novo coronavírus está cumprindo isolamento domiciliar desde o dia 07 de maio, quando foi considerada caso suspeito. Para evitar contágio, ela permanece em quarto isolado e bem ventilado, com movimentação limitada dentro de casa, sem receber visitas e só pode sair em caso de emergência.

Todos que estiveram em contato com a pessoa antes de ser confirmado o teste para COVID-19 foram identificados. Esses estão reclusos em isolamento domiciliar e cumprem as medidas de prevenção.

O Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus realiza o acompanhamento de sintomas e fornece instruções atentamente a todos os casos suspeitos e, agora, ao confirmado. O encaminhamento ao hospital é feito apenas quando necessário.

As medidas de higiene e prevenção são feitas constantemente pela pessoa identificada com o vírus, assim como devem ser feitas por toda a população.

O novo coronavírus, causador da doença COVID-19, é transmitido facilmente de pessoa para pessoa. Ao tossir, espirrar ou falar, as gotículas contaminadas se espalham e podem ser inaladas ou pousar na boca, nariz ou olhos de pessoas que estão a menos de dois metros. O uso da máscara serve como barreira física a essas gotículas, tanto para você ao respirar, quanto para o outro que libera na fala.

A transmissão também pode acontecer ao tocar em uma superfície ou objeto contaminado com o vírus e, em seguida, levar a mão a boca, nariz ou olhos. A medida mais eficaz para se prevenir nesse caso é higienizar as mãos a todo momento.

Antes mesmo de apresentar sintomas, uma pessoa infectada pode espalhar o vírus. Por isso, o inimigo da saúde é invisível ao olhos.

Sabendo disso, é ainda mais importante nesse momento que todos no município:

  • Não saiam de casa, apenas em casos inevitáveis;
  • Utilizem máscara sempre que sair, ao ir em banco, supermercados, lotérica, lojas, material de construção;
  • Lavem as mãos corretamente (com sabão ou álcool em gel por no mínimo 40 segundos), especialmente antes de comer ou cozinhar e após ir ao banheiro;
  • Evitem multidões, festas, reuniões com familiares e amigos;
  • Prefiram transportes individuais ou a pé, sempre que possível.

Em caso de sintomas, a orientação é procurar:

Unidade básica (PSF) – se apresentar sintomas leves, como tosse, febre, coriza, dor de garganta;

Hospital Municipal – se apresentar dificuldade para respirar.

“O vírus já circula entre os delfinopolitanos.”, segundo o Dr. Ciro, médico e diretor clínico do Hospital Municipal Eupídio Rodrigues Pinto. Por isso, mais do que nunca, precisamos da ajuda de toda a população nessa batalha.

Desde a publicação do decreto nº12, em 19 de março, o município conta com um Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus. Especialistas em saúde e epidemiologia da Prefeitura estão reunidos para discutir e orientar as decisões de prevenção em Delfinópolis. A equipe é composta pelos funcionários, Gabriela Augusta Borges, Nilson de Paula Oliveira, Dr. Ciro Silva Souza, Simone Rita Machado, Ana Lídia Sousa Ferreira e César Luiz Peixoto.